Login com a conta do Facebook >
BBC
Top Gear
Procure em topgear.com.pt

Notícias // Carros

AMG para famílias muito rápidas

GT 4 portas Coupé é o terceiro carro desenvolvido pela Mercedes-AMG

18:21 - 02 out 2018
amg-para-familias-muito-rapidas

Hábil detetora de nichos de mercado, a Mercedes-Benz apresentou um familiar ainda mais desportivo do que os familiares desportivos que já possui, e já deu a oportunidade à imprensa de conduzi-lo em estrada e pista. O Mercedes-AMG GT 4 portas Coupé combina tudo aquilo que a marca tem aprendido com a experiência em competição e em criar motores possantes. Assim, este AMG GT 4 portas, segundo Tobias Moers, CEO da Mercedes-AMG, “mistura as formidáveis capacidades de pista da versão desportiva de duas portas com um elevado nível de pragmatismo para o dia-a-dia”.

Com um chassis que mistura aço, alumínio e carbono, a rigidez e a leveza (relativa) estão garantidas. Muitos dos elementos, como o capot e as asas, são compostos por alumínio, mas há partes, como na zona da bagageira, que são compostas por fibra de carbono. Pesa, na versão menos potente, 1.965 kg. O GT 4 portas Coupé tem 5.054 mm de comprimento, 1.871 mm de largura e 1.455 mm de altura, o que permite oferecer espaço para quatro ou cinco ocupantes adultos sem grandes compromissos de arrumação. De série, o GT 4 portas traz apenas dois lugares na fila traseira, mas pode ter mais um lugar caso seja essa a preferência do cliente, que dispensa assim a consola central de trás. A capacidade da bagageira é de 456 litros, mas pode ascender a 1.324 litros com os bancos traseiros rebatidos.

Visualmente, o que mais capta a atenção de quem olha para este novo modelo é a silhueta sensual, com linhas muito interessantes. A dianteira musculada tem como destaques o nariz baixo, os esculpidos faróis LED com elementos em carbono e o longo capot com entradas de ar. Já a traseira causa menos impacto a quem a vê sendo que a marca optou por um design afunilado com óticas elegantes e estreitas, bem como uma asa escamoteável com vários modos de funcionamento e inclinação – esta dá lugar a uma asa fixa com ajuste manual quando o carro tem o pacote AMG aerodinâmico. As versões mais potentes contam com diversos elementos especiais aerodinâmicos e estéticos que as tornam ainda mais cativantes. As opções de jantes, entre liga leve e forjadas, começam nas 19 polegadas (embora ninguém as escolha neste género de modelo) e culminam nas 21 polegadas.

Sob o longo capot encontramos duas possíveis soluções de locomoção: um V8 4.0 ou um motor de seis cilindros com 3,0 litros, tudo a gasolina, claro. O V8 biturbo existe nas versões 63 e 63 S, com 585 ou 639 cv e 800 ou 900 Nm, respetivamente. Os 100 km/h chegam passados 3,2 segundos na versão mais potente, e 3,4 segundos na que tem “apenas” 585 cv. Já o motor de seis cilindros em linha usado na versão 53 produz 435 cv, debita 520 Nm e recorre já à interessante solução EQ Boost de compressor elétrico com 16 kW que consegue reduzir o atraso de entrada em cena do turbo tradicional e ainda reduzir o consumo. Este GT 53 atinge os 100 km/h em 4,5 segundos. A transmitir essa potência às rodas encontramos a caixa SpeedShift de nove velocidades, com uma aplicação de embraiagem especial no V8 ou com conversor de binário no motor de seis cilindros. A tração integral 4Matic+ assegura que toda essa potência e todo esse binário conseguem chegar ao alcatrão sem grandes problemas de aderência.

  • 1 | 25
  • 2 | 25
  • 3 | 25
  • 4 | 25
  • 5 | 25
  • 6 | 25
  • 7 | 25
  • 8 | 25
  • 9 | 25
  • 10 | 25
  • 11 | 25
  • 12 | 25
  • 13 | 25
  • 14 | 25
  • 15 | 25
  • 16 | 25
  • 17 | 25
  • 18 | 25
  • 19 | 25
  • 20 | 25
  • 21 | 25
  • 22 | 25
  • 23 | 25
  • 24 | 25
  • 25 | 25

Outra das áreas em que o AMG GT 4 portas cativa é na tecnologia, especialmente no habitáculo. Para além do óbvio, como os bancos desportivos confortáveis, a personalização de cores e luminosidade ambiente, as saídas da ventilação em turbina, ou até mesmo os dois ecrãs de 12,3 polegadas – são de série no 63 mas opcionais no 53 – que compõem o chamado Cockpit Panorâmico (o ecrã da esquerda faz as vezes de painel de instrumentos avançado enquanto o da direita ocupa o lugar do tradicional ecrã central dedicado ao infoentretenimento), existem novidades neste modelo. Para começar, na consola central encontramos botões táteis dedicados a diversas regulações (dureza da suspensão, nível de ruído dos escapes, ESP, asa traseira, etc.) que são complementados pelo seletor de modos de condução. Destaque ainda para o novo volante AMG com três braços que conta igualmente com dois botões táteis que permitem regular vários parâmetros mecânicos e ainda com um seletor rotativo que permite alternar rapidamente entre modos de condução.

A componente tecnológica é reforçada com funcionalidades de telemetria para pista, com vários serviços de conetividade, assistência e comodidade (como o Mercedes Me Connect) um Head-up Display que projeta no para-brisas uma imagem com mais de 20 cm de largura, o sistema de controlo dos ecrãs com dois pequenos botões quadrados no volante, um sistema de som opcional da Burmester com 23 altifalantes e 1.450 W de potência e uma lista de sistemas de assistência à condução que ocupa uma página A4 inteira.

Quando à condução, cujas impressões completas serão transmitidas na TopGear nº 90, podemos desde já revelar que, na versão 63 S, a potência é entregue de forma avassaladora e bastante audível, que o habitáculo é um sítio excelente para se estar durante algumas horas e que a condução no Circuito das Américas, em Austin, Texas, revelou um familiar bastante apto a fazer curvas depressa e bem, embora o peso do nariz obrigue a cuidados redobrados quanto a entradas agressivas em curva.

O novo Mercedes-AMG GT 4 portas Coupé já está disponível para encomenda em território nacional, sendo que as primeiras unidades chegam lá mais para o final do ano, e já existem preços para as versões mais potentes. O GT 63 começa nos 192 mil euros e a versão 63 S nos 209.500 euros.

 

TG

 

Últimas Notícias
Vendas Mercedes-Benz em bom ritmo

A Mercedes-Benz continua em grande forma, conquistando um número gigante de vendas em todo o mundo.

Ler mais
Plano de saúde para o seu automóvel

Depois da experiência na área da saúde, a Medicare percorre agora os seus primeiros quilómetros na área automóvel.

Ler mais
Audi A1 produzido em Martorell

Depois do Q3, o Audi A1 é o segundo modelo da marca a ser produzido na fábrica de Martorell, perto de Barcelona.

Ler mais
TopGear # 89
Bem-vindo ao Facebook da TopGear Portugal
Bem-vindo ao Facebook da TopGear Portugal
Junte-se aos quase 200 mil fãs da melhor revista de automóveis do mundo!
Clique aqui